O anúncio de nova parte do elenco da adaptação de Sandman chamou a atenção de alguns fãs por um nome: Johanna Constantine, interpretada por Jenna Coleman. Como não poderia ser diferente, a internet choveu de reclamações e suspeita de que a Netflix poderia ter alterado o sexo de John Constantine. Mas não foi bem isso que aconteceu.

Diferente do que a maioria imagina, Johanna é uma personagem original das HQs que teve sua primeira aparição durante o arco Casa de Bonecas.

Ancestral de John Constantine, Johanna era uma aristocrata inglesa do século 18 e 19 que ficou órfã muito cedo. Seus pais foram enforcados por traição, o que a fez perder seu título. Após concluir uma tarefa do rei George III, que a incumbiu de recuperar a Caixa de Pandora, Johanna recuperou seu lar e sua posição social.

Em 1789, ela cruzou com Sonho e Hob Gadling, acreditando que eles eram o Diabo e o Judeu Errante; a quem ela havia dito que eram as chaves para realizar seus sonhos de poder e riqueza. Morfeus, no entanto, pensou em usá-la como ferramenta e apresentou-lhe uma oferta, cujos detalhes nunca foram revelados.

Sendo assim, a personagem foi uma homenagem de Neil Gaiman a Alan Moore, quem criou John Constantine.

Ainda não há confirmação se Johanna Constantine substituirá John na trama de Sandman, já que o personagem já existe no universo construído pela emissora CW, mas definitivamente não são a mesma pessoa.

Sobre a série

Na trama dos quadrinhos, Sandman – também conhecido como Morfeu ou Sonho – é o rei dos sonhos e parte do grupo dos Perpétuos, formado também por Morte, Desejo, Desespero, Delírio, Destruição e Destino.

Composta por 11 episódios, a primeira temporada da série adaptará os arcos Prelúdios e Noturnos e Casa de Bonecos, correspondentes aos volumes 1 e 2 da obra de Neil Gaiman e será produzida pela Netflix.

  • Então siga o Retalho no Instagram e no Twitter para conteúdos inéditos
  • Mas também fique ligado no Retalho para artigos e notícias da cultura pop