Os Vingadores são hoje um dos maiores símbolos da Cultura Pop e uma das franquias mais lucrativas de todos os tempos, arrecadando quase US$ 8 bilhões apenas nos quatro filmes que levam o nome da equipe. Por consequência, não ia demorar muito para que um jogo começasse a ser desenvolvido, ainda mais por causa da Marvel estar entrando de cabeça nesta mídia após o sucesso de Marvel’s Spider-Man em 2018.

Em 2017 a Square Enix anunciou estar fazendo um projeto com a marca, mas ficou dois anos sem dar nenhum detalhe, o que fez nascer uma lenda urbana na internet e uma certa expectativa de que um dia o jogo pudesse ver a luz do dia.

Em 2019, a empresa revelaria que na E3 iria soltar o primeiro trailer e isso levou os fãs à loucura, que viriam a ficar com sorrisos semi-abertos quando viram o visual dos personagens e uma série de perguntas foram criadas: que tipo de jogo é esse?

Desenvolvido pela Crystal Dynamics, a mesma que ficou responsável pelo reboot de Tomb Raider, Marvel’s Avengers teve um começo de marketing muito desastrado. Era dito que haveria uma campanha single-player e ao mesmo tempo teria um cooperativo online, que sequer havia sido mostrado e não se sabia como os dois modos de jogo se interagiriam, ainda mais por parecer um jogo por serviço que receberia atualizações gratuitas. Ainda teve a parte visual onde os personagens foram apresentados sem estarem em suas versões finais.

Um ano se passou e algumas respostas foram dadas, mas algumas delas são um tanto desanimadoras. Com os trechos de gameplay que foram revelados no evento War Table, ficou claro que, se Marvel’s Spider-Man tinha inspiração óbvia nos games do Batman, Avengers terá de Destiny, tanto em pontos positivas como em negativas e com algumas limitações a mais.

A primeira semelhança pode ser vista na progressão e nos menus. Os jogadores poderão selecionar entre missões da campanha e missões cooperativas que são dois modos diferentes mas contribuem para a evolução dos seus personagens e desbloqueio de novas habilidades. Aliás, o modo cooperativo parece ser a parte mais divertida já que lembra os tempos de Marvel Ultimate Alliance, mas com uma liberdade maior pelo mapa e gráficos mais avançados.

O problema, e o que leva o título deste artigo, é que o conteúdo como todo não parece fazer jus aos Vingadores. Todo o marketing visual parece muito genérico e os personagens lembram muito suas versões de Marvel Vs Capcom no que se diz respeito à personalidade. A história também parece ser um ponto maçante, já que o trecho escolhido para o evento mostra Thor contra uma série de inimigos genéricos e sem graça.

Ano passado pude jogar uma fase por 30 minutos (a mesma já revelada em um vídeo na Gamescom que pode ser visto abaixo) e minhas impressões iniciais apesar de positivas, temia por um desequilíbrio nos personagens onde um seria melhor de jogar do que o outro. O novo material de divulgação reforça a ideia de que isso acontecerá no produto final.

Apesar dos golpes de cada personagem ter inspiração direta das páginas de quadrinhos, parece que a equipe de desenvolvimento não se preocupou no impacto que eles teriam ao serem executados nos inimigos. Então ao controlar o Thor, não há uma sensação de que ele possa ser alguém poderoso. Por outro lado, voar pela fase com o Homem de Ferro parece entreter mais o jogador e isso traz uma quebra na experiência completa.

Outra preocupação está na parte técnica, onde a taxa de quadros por segundo cai cconstantemente quando há muitos inimigos em tela e isso foi exibido dentro de um trailer. Não dá para saber o quão displicente a Square Enix foi em ter divulgado um material na internet que mostra que o jogo ainda não está rodando liso faltando poucos meses para o lançamento.

Mas uma coisa é certa, independente da qualidade, o retorno financeiro que o projeto vai trazer será enorme por conta da popularidade que estes heróis alcançaram nos dias de hoje e a parte do cooperativo realmente parece ser o forte, não atoa, jogos online tem grande apelo dos dias de hoje. Entretanto, para quem esperava uma produção que trouxesse uma narrativa de qualidade, como outros do gênero nesta geração, possuem uma tendência a se decepcionarem.

O resultado final será visto em 4 de setembro de 2019 em versões para PS4, Xbox One, PC e Google Stadia e futuramente haverá versões para PS5 e Xbox Series X.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui