O Conselho Administrativo da Defesa Econômica (Cade), voltou a aprovar a compra da 21th Century Fox pela Walt Disney Company em território brasileiro nesta quarta-feira (06).

A situação estava pendente desde novembro de 2019. O impasse aconteceu pois a empresa precisava vender o canal Fox Sports, para não haver monopólio sobre conteúdo esportivo, mas surgiu nenhum comprador que atendesse os requisitos necessitados.

Por conta disso, a Disney deverá manter o Fox Sports até o dia 1 de janeiro de 2022 com toda a sua programação no ar, porém, poderá transmitir as licenças em seus canais irmãos, o que permite que a ESPN por exemplo, tenha agora os direitos da Bundesliga e da Conmebol Libertadores.

O impacto disso em relação ao lançamento do Disney+ deve ser mínimo, já que mesmo sem ser dona oficialmente, a empresa já comandava as ações da Fox desde novembro. Porém, permite que opções de combos de assinatura se tornem mais interessantes, a exemplo do que acontece nos EUA onde além do serviço de streaming, oferece assinaturas com desconto dos canais de esporte.

O serviço chega ao Brasil em novembro de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui