As mulheres tem dominado as produções atuais da Marvel Studios. WandaVision, Falcão e o Soldado Invernal e Loki teve uma forte presença feminina na criação de roteiros e direção. Com estreia marcada para o próximo dia 9 de julho, Viúva Negra será o primeiro filme dirigido unicamente por uma mulher, a australiana Cate Shortland. A primeira diretora a assumir um filme foi Anna Boden em Capitã Marvel, mas ela assinou o projeto ao lado de seu amigo Ryan Fleck.

Mas não só isso, os próximos filmes e séries do estúdio irão aumentar ainda mais o envolvimento feminino das produções. Pensando nisso, listamos todas as mulheres envolvidas do MCU entre filmes e séries já lançados e que ainda virá pela frente. Confira logo abaixo:

Cate Shortland

Cate Shortland, diretora do filme Viúva Negra

Cate Shortland possui quatro longa-metragens em seu currículo. O mais conhecido, A Síndrome de Berlin (2017), é estrelado pela atriz Teresa Palmer e foi indicado ao Grande Prêmio do Júri no Festival de Sundance de 2017.

Jac Schaeffer

Jac Schaeffer, que compõe o núcleo de roteiristas de Viúva Negra ao lado de Ned Benson e Eric Pearson, é a criadora de um dos mais recentes sucessos da Marvel: a série WandaVision, disponível no Disney+. Além de roteirista, ela também atuou como produtora executiva dos nove episódios da série, que mistura o estilo das clássicas sitcoms americanas com o Universo Cinematográfico Marvel.

Kate Herron 

Kate Herron é o nome por trás da mais recente produção do Disney+Loki, focada na história do querido vilão. Ela assume a direção e também a produção executiva dos seis episódios da série. Antes de estrear na Marvel Studios, um dos trabalhos mais recentes de Herron foi na série Sex Educationna qual dirigiu quatro episódios da primeira temporada.

Anna Boden

Capitão Marvel (2019) foi um filme pioneiro por diversos motivos: além de ser o primeiro da Marvel Studios com uma mulher no papel principal, o longa estrelado por Brie Larson foi também o primeiro filme sobre uma super-heroína a ultrapassar a marca de um bilhão de dólares de rendimento.

E uma das responsáveis por esse sucesso foi Anna Boden, primeira mulher a dirigir um filme do estúdio, assinando a direção e o roteiro da produção junto com Ryan Fleck. Outros trabalhos mais conhecidos da cineasta são o filme Se Enlouquecer, Não se Apaixone (2010) e a minissérie Mrs. America (2020), transmitida com exclusividade pelo STAR Premium no Brasil, indicada a dez prêmios Emmy e vencedora na categoria de melhor atriz coadjuvante pela atuação de Uzo Aduba.

Nicole Perlman

Nicole Perlman foi a primeira mulher a escrever um filme do MCU. Fã de ficção científica desde adolescente, ela é a responsável, junto com o diretor James Gunn, pelo roteiro de Guardiões da Galáxia, lançado em 2014. O filme explora o universo intergaláctico da Marvel e conta a história de um grupo de criminosos do espaço sideral que se unem para proteger um objeto valioso capaz de mudar os rumos do universo.

Chloé Zhao

A cineasta chinesa Chloé Zhao fez história ao ser a primeira mulher asiática a ser indicada na categoria de direção na cerimônia do Oscar. Ela não apenas levou a estatueta, como também o filme que lhe rendeu o prêmio, Nomadland (2020), foi o vencedor da principal categoria na edição de 2021.

Ela se junta ao universo Marvel na direção e roteiro do filme Eternos, que segue os eventos de Vingadores: Ultimato (2019). O longa estreia em outubro de 2021 e acompanha a saga de seres imortais que vivem secretamente na Terra há milênios e se reúnem para enfrentar os Deviantes, seus principais inimigos.

Nia DaCosta

Nia DaCosta será a primeira mulher negra por trás de um filme da Marvel Studios, assumindo a direção de The Marvels, sequência de Capitã Marvel que se passa nos dias atuais e estreia em 2022. Outros trabalhos da cineasta incluem o drama Little Woods (2018) e o filme de terror A Lenda de Candyman (2021), roteirizado pelo aclamado Jordan Peele (Corra!).

Siga a gente
  • Então continue ligado no Retalho para mais notícias do cinema e da cultura pop
  • Siga a gente no Twitter e no Instagram para conteúdos exclusivos